Seguro para festas de formatura: vale a pena?

seguro formatura

Você já deve ter notado que a pandemia de Covid-19, causada por um novo coronavírus, tem proporcionado toneladas de reflexões sobre saúde, trabalho e relações humanas. No mundo dos eventos, milhares de conferências, shows, prêmios e festas foram canceladas. Infelizmente, inúmeros bailes de formatura também foram afetados. Nesse cenário, surge o questionamento se um seguro para formatura não deveria ser mais considerado por estudantes daqui para frente. O que você acha?

Enquanto a comissão cuida de cada detalhe da festa de formatura, mal deve passar pela cabeça dos integrantes qual é a possibilidade real de haver algum contratempo. Aí vão alguns exemplos: problemas com o fornecedor, enchente, incêndio, tumultos etc. Ok, vamos parar por aqui para não assustar ou desanimar ninguém!

Mas, verdade seja dita, algumas turmas colocam os riscos na balança e decidem fazer um seguro de formatura para garantir um suporte em qualquer eventualidade. Nós também notamos essa dúvida entre os formandos das turmas que têm conta com o Keeper

Geralmente, são comissões que já chegam preocupadas em otimizar a organização de toda a formatura. Por segurança, deixam o dinheiro com a gente, em uma conta exclusiva e blindada de calotes e golpes de agências de eventos

Já a decisão sobre se vale a pena ou não contratar um seguro para formatura vai depender de como a turma enxerga esse tipo de cobertura: um instrumento de proteção ou um gasto adicional. Para te ajudar, vamos falar sobre o seguro para formatura e o que levar em conta antes de procurar por esse tipo de serviço.

Bora lá?


Quais os tipos de cobertura de um seguro para formatura?

As seguradoras são mais famosas por oferecerem seguro para automóveis, casas e apartamentos e de vida. Mas o mercado também disponibiliza alguns tipos de seguro para eventos, onde podem estar cobertas as seguintes ocasiões: 

  • casamentos;
  • eventos religiosos;
  • apresentações culturais;
  • eventos corporativos;
  • esportivos;
  • formaturas (yey!);
  • aniversários;
  • batizados;
  • bodas.

Há seguradoras que colocam todas essas atividades em categorias como “eventos multirrisco”. Esse termo, aliás, faz bastante sentido, porque abrange as diversas possibilidades do que pode acontecer em uma festa.

Ainda é válido destacar que os contratos de seguro para festas estão dentro de um contexto generalizado. Isso porque consideram todos os tipos de eventualidades para o que quer se se encaixe como “evento”. Veja as duas categorias de cobertura mais comuns em seguros para formaturas:

Coberturas básicas

Há coberturas como a de Responsabilidade Civil do Expositor e do Organizador. Ambos cobrem danos corporais (físicos e morais) e materiais a terceiros em acidentes relacionados ao evento. 

O seguro formatura pode ser feito pelas empresas participantes do evento, como também pelos organizadores. A cobertura básica contempla danos físicos, como um convidado que se acidente na festa e precise de atendimento médico. 

Ele pode recorrer à organização da festa por danos morais que podem ter sido causados por conta do acidente. Ainda no exemplo, se o convidado sofre uma lesão corporal que o limite a continuar com o trabalho que realizava antes, a organização pode utilizar a cobertura, caso aprovado pela seguradora.

Os danos materiais servem aos expositores, que podem ter algum item danificado durante a festa. No caso, o proprietário do evento vai solicitar o pagamento à organização para que seja feito o conserto. A comissão deve levar em conta quais as limitações da cobertura básica, em comparação com as coberturas adicionais.

Coberturas adicionais

Inclui diversos tipos de situações possíveis de ocorrer em um evento, tais como:

  • Acidentes Pessoais (despesas médicas, hospitalares, casos de morte e invalidez);
  • Montagem e desmontagem (danos corporais e materiais);
  • Danos Morais (decorrentes de danos materiais e corporais);
  • Guarda de Veículos de Terceiros (reembolso de despesas por reparo de danos causados no local em que um carro estava guardado ou provocado por manobrista);
  • Fogos de Artifício (danos corporais e materiais);
  • Fornecimento de Bebidas e Comestíveis;
  • Pessoas Designadas (participantes do evento);
  • Prédios e Construções de Terceiros (danos a imóveis vizinhos ao local do evento);
  • Danos ao Conteúdo do Local de Risco (danos aos bens do segurado ou por ele usados);
  • Equipamentos Eletroeletrônicos Musicais e Cinematográficos;
  • Não-comparecimento do Artista ou Pessoa Designada (envolve todos os setores associados ao evento);
  • Não-utilização do Local (impossibilidade de uso do local por conta de incêndio, alagamento etc);
  • Objetos e Equipamentos em Exposição;
  • Subtração de Valores em Bilheteria (ingressos roubados ou furtados).

seguro formatura

Atenção aos detalhes da apólice

A gente espera que nada disso aconteça, é claro, mas a turma deve se lembrar que shit happens. Caso optem por proteção, é preciso atenção aos detalhes! Assim como em todos os serviços contratados para a festa, a organização da formatura precisa ser minuciosa na leitura de cada linha da apólice do seguro. 

Nós insistimos na atenção ao contrato para haver certeza de que se estará pagando por algo que realmente se encaixa com a realidade da festa. Por exemplo, na cobertura adicional associada a danos por conta do fornecimento de alimentos e bebidas, o seguro só serve quando a contratação é feita pelo segurado. 

Como boa parte das turmas faz, a maioria dos fornecedores é contratada pela agência de eventos, que é a grande contratada da comissão, certo? Por isso, vale checar como funciona a cobertura do exemplo acima. Há, inclusive, seguradoras que oferecem cobertura para o caso de falência da agência de formatura, o que pode ser interessante.

O que levar em consideração

Também devemos destacar que o seguro para formatura é feito por pessoa física ou jurídica e a abrangência da cobertura pode ser personalizada para o que for melhor para a sua turma. De qualquer forma, antes de fecharem negócio, é altamente recomendável sentar junto à agência de eventos e à seguradora para esclarecer todas as dúvidas que possam existir.  

É extremamente importante avaliar o contrato quanto a alguns pontos, como:

  • a credibilidade da empresa de seguro para formatura;
  • o tipo de cobertura;
  • o que a cobertura escolhida inclui;
  • limite máximo de pessoas no evento;
  • outras condições e as letrinhas pequenas do contrato.

Há seguradoras que podem incluir mais de um evento na mesma apólice, desde que todos tenham uma data pré-definida. Seria o caso, por exemplo, de incluir os eventos maiores associados à formatura, como o Warm Up, que é tipo um esquenta com cara de baile, além do próprio After Party

Os valores variam de acordo com cada cobertura e contratações adicionais. Para ter uma ideia de preço e checar se a proteção cabe no seu orçamento, preencha o formulário a seguir. Vale comparar os tipos de serviços e a quantia correspondente cobrada pelas empresas. 



Seguro para formatura: vale a pena ou não?

São muitos os casos conhecidos de pessoas e empresas que, na hora do “vamuvê”, viram que a causa do problema não estava prevista no contrato. Tipo o seguro do carro que previne de ciclone, mas não de enchente, como já se viu por aí.

Sabe por que isso acontece, mores? Porque não se lê o contratinho! Com a vinda de novas empresas para o segmento de seguros nos últimos anos, algumas coisas já mudaram. Os contratos são mais personalizáveis e há mais transparência nessa relação.

Por isso, listamos os principais pontos para você considerar sobre a contratação de seguro para formatura:

Vantagens: dá tranquilidade aos formandos e convidados; reduz o risco de gastos mais altos devido aos danos; evita que a comissão fique nas mãos dos fornecedores; garante que a festa seja um glamour só!

Desvantagens: pode ser mais uma despesas para a turma; pode não ter a cobertura (ou não ser completa) do dano pelo pacote contratado. Inclusive em relação a pandemias, como o coronavírus, que é algo completamente novo que estamos vivendo e que ainda não foi incorporado como uma possibilidade de sinistro pelas seguradoras.


Conclusão

Você viu que, tão importante quanto a garra para o preparo da festa, também é preciso se precaver? Esse cuidado vale para todo tipo de incidente: desde a arrecadação, aos pré-eventos e à formatura em si.

Se a comissão souber trabalhar de forma organizada, os custos com seguro para formatura podem ter impacto minimizado no valor total da festa. Na real, a quantia mensal que cada formando vai pagar na adesão pode ser menor se a turma fizer a arrecadação antecipada

Quando se junta otimização de custos com segurança, não tem como uma festa flopar! Aqui na plataforma de gestão do dinheiro que o Keeper oferece, nós ajudamos das duas formas:

  • na organização da grana, fornecendo relatórios para a comissão e formandos sobre receitas e despesas, controle de inadimplência (incluindo cobrança por email) e ferramentas para ajudar a galera;
  • na segurança do dindin, mantendo o valor arrecadado em uma conta exclusiva da turma, com uma rentabilidade maior do que a poupança e que permite que a comissão tenha o poder de barganhar em cada contratação de fornecedor por meio da agência de eventos. 

Com essas ferramentas em mãos, fica mais fácil analisar se vale a pena ou não fazer o seguro formatura. Quer saber mais sobre como o Keeper pode te ajudar? Fale com um dos nossos consultores agorinha!

Você pode gostar...